Composteira.

MINHA HORTA


    Para iniciarmos uma horta orgânica é essencial começarmos pelo preparo do substrato (solo). E antes de conhecermos as necessidades da terra que iremos trabalhar e o local onde iremos montar a horta, é preciso preparar o adubo que fornecerá os nutrientes necessários para o bom crescimento das plantas.

compostagem 1
Foto: Composto pronto.

   

    Compostagem é a transformação do lixo orgânico que você produz em casa em adubo. Esse processo elimina a necessidade de comprar adubos para a horta e ajuda a reduzir as quantidades de lixo que vão para os aterros.

Passo 1 – O recipiente.

   Pode ser um pote de sorvete ou um balde. Vale usar a criatividade com o que estiver ao seu alcance. É importante furar o fundo. É por onde passará o chorume (líquido eliminado pelo material orgânico em decomposição que é um fertilizante de alto potencial). Você pode recolhê-lo e devolver à mistura da sua compostagem ou ainda jogar em plantas, diluído (anote a proporção: 1 copo de chorume para 9 copos de água).

Passo 2 – A composteira.

   Embaixo do recipiente, deve haver outro que vai “recolher” o chorume. Uma bacia mais rasa. Ela não pode ficar em contato direto com a lata ou o pote, pois o chorume deve ter um espaço para escorrer. Use um calço, como pedaços de tijolos, para colocar em baixo do pote e deixá-lo um pouco mais “alta” em relação à bacia. (A composteira até pode ser feita em contato direto com o solo, mas neste caso, o terreno deve ter boa drenagem e ser inclinado, para que o chorume não acumule em um local só).

Passo 3 – Hora de colocar o lixo.

   Existe um método para viabilizar, e acelerar a decomposição do material orgânico. O segredo é sobrepor os tipos de resíduos, o processo é feito em camadas. Uma camada de nitrogênio que é o material úmido (o lixo) e três camadas de carbono que é a matéria seca (cascalho, serragem, aparas de grama e etc). Se a relação for diferente desta, não significa que não ocorrerá o processo de compostagem, apenas levará mais tempo.